Fisioterapia Pediátrica

A Fisioterapia é uma ciência ligada à área da Saúde que tem como intuito diagnosticar, tratar e prevenir qualquer tipo de condição clínica ligada a uma disfunção de movimento. Tendo sempre como  objectivo o  aperfeiçoamento das capacidades físicas do indivíduo, de forma a que este adquira a melhor qualidade de vida possível, segundo os seus objetivos pessoais.

Tendo como base o referido anteriormente, na área pediátrica pretende-se acompanhar, também, todo o processo de crescimento e desenvolvimento da criança, de uma forma global.  Assim, para além da componente física, acompanha-se também a vertente emocional, psicológica e cognitiva. Devido à sua complexidade, aborda-se uma ampla e complexa rede de condições clínicas, sendo por isso necessário aprofundar conhecimentos direcionados a esta mesma área, sempre com o intuito de uma intervenção o mais eficaz e eficiente possível.

O fisioterapeuta tem como função avaliar e detetar qualquer tipo de alteração motora ao longo da sua intervenção, de modo a adaptar-se ao desenvolvimento e às necessidades da criança. Atua em diversas valências tais como: a musculo-esquelética (traumatismos, fraturas, entorses, torcicolos), alterações do foro neurológico (síndromes, alterações de recrutamento motor, distrofias, entre outras) e, ainda, condições cardio-respiratórias (infeções e outro tipo de insuficiências).

A sua intervenção, no que se refere ao trato com a criança, torna-a bastante peculiar, pois é necessário não só ganhar a sua confiança como também captar a sua atenção, de modo a que esta realize as atividades e tarefas propostas. Para tal, recorre-se ao uso de jogos e brincadeiras adaptados às necessidades e possibilidades da criança.

A relação do fisioterapeuta com a criança passa também pela sua família, cuidadores e todos aqueles que fazem parte do seu dia-a-dia.  Estes, na maioria dos casos, procuram apoio informativo e até mesmo emocional, tentando encontrar a melhor forma de interagir, estimular e conviver com a criança.

O trabalho deste profissional não é realizado de uma forma individualista, envolve toda uma equipa multidisciplinar, composto não só por profissionais de saúde, mas também por auxiliares, cuidadores e professores. Sendo que a criança é um ser humano que vai crescendo num todo, influenciado pelo meio que a rodeia, é de maior interesse procurar envolver todo o seu ambiente trabalhando em conjunto para uma melhor qualidade de vida desta mesma criança.

Dra. Madalena Pires

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Os comentários estão fechados