Método Padovan de Reorgarnização Neurofuncional

O Método Padovan de Reorganização Neurofuncional, foi desenvolvido por Beatriz Padovan, formada em Pedagogia e Terapia da Fala. Beatriz Padovan baseou o seu método nos conhecimentos de Rudolf Steiner (criador da Pedagogia Waldorf) e de Temple Fay (criador de uma abordagem de reabilitação do sistema nervoso chamado Reorganização Neurológica), que descreveu as fases do desenvolvimento neuro-psico-motor do ser humano.

Segundo Temple Fay  a Organização Neurológica é uma condição fisiologicamente ótima que se completa apenas no ser humano, como resultado de um desenvolvimento neural ontogénico (desenvolvimento do sistema nervoso de cada individuo) ininterrupto. Este desenvolvimento recapitula, de certa forma, o desenvolvimento neural filogenético (evolução do sistema neurológico animal, desde as espécies que possuem sistema neural mais simples até ao homem).

O Método Padovan consiste numa abordagem terapêutica que permite recapitular as fases do neuro-desenvolvimento, de forma a habilitar ou reabilitar o Sistema Nervoso, tornando o individuo apto a cumprir o seu potencial genético.

Uma terapia clássica de Reorganização Neurofuncional, objetiva recapitular os movimentos neuro-evolutivos do sistema de locomoção e verticalização do ser humano, os movimentos neuro-evolutivos do sistema oral que leva ao domínio da musculatura da fala, dos movimentos neuro-evolutivos do sistema ligado ao uso das mãos e sua riqueza de articulações, e dos movimentos neuro-evolutivos dos olhos com sua organização muscular complexa. Através da reorganização neurofuncional é possível recuperar, desenvolver e aprimorar as capacidades do ser humano.

O Método Padovan centra-se na recapitulação do processo de aquisição do Andar (processo motor complexo, que leva o individuo da posição horizontal à posição vertical e que culmina com a definição da lateralidade), Falar (meio de comunicação que surge do processo de orientação ser humano no espaço, ou seja do desenvolvimento do andar) e Pensar (processo mental desenvolvido a partir da linguagem) de maneira dinâmica, estimulando a maturação do Sistema Nervoso, perspetivando o indivíduo como um ser holístico, sobre o qual não recaí atenção na dificuldade. Desta forma respeitando a sequência evolutiva da natureza do ser humano,  o Método Padovan objetiva tornar o indivíduo capaz de cumprir o seu potencial genético e adquirir todas as suas capacidades, tais como locomoção, linguagem e pensamento.

Objectivos do Método Padovan

O Método Padovan é utilizado para recuperar funções perdidas, funções nunca adquiridas, ou ainda para preparar o organismo para que possa adquirir funções e capacidades para as quais tenha potencial e que, por falta de estímulos ou por outro motivo, não tenha tido a oportunidade de se manifestar.

Este método é utilizado como estratégia para habilitar e reabilitar o Sistema Nervoso, nas situações em que é necessário impulsionar o desenvolvimento nos casos de atraso e alterações no desenvolvimento, nos casos de perda de funções após um acidente e para melhorar a qualidade de funcionamento e integração do Sistema Nervoso.

Para alcançar os seus objetivos o Método Padovan tem três axiomas que são a base da reorganização neurofuncional:

-      repetir sempre a mesma sequencia de movimentos neuro-evolutivos, imitando a natureza;

-      nunca focar a dificuldade;

-      fortificar sempre os níveis inferiores para levá-los à maturação;

-      ter em conta o ser humano como um todo.

Intervenção do Método Padovan

Nas sessões de Método Padovan são realizados exercícios corporais que recapitulam as fases de aquisição da marcha humana, passando, passo a passo, pelas etapas do processo de deslocamento e verticalização do corpo. Em seguida são feitos exercícios, de reeducação das funções reflexo-vegetativas orais (respiração, sucção, mastigação e deglutição). As funções orais são consideradas pré-linguísticas e preparam os movimentos da fala articulada, dando base ao processo da comunicação humana e linguagem.

Para a concretização das sessões deste método é necessária uma avaliação inicial que envolve avaliação neurofuncional.

Pode ser aplicado como método reabilitativo, preventivo ou de manutenção do sistema nervoso.

Destinatários do Método Padovan

O Método Padovan pode ser aplicado em todas as faixas etárias – bebé, criança, adolescente, adulto e idoso, com ótimos resultados. Para o método ser aplicado, não é necessária a colaboração do indivíduo, uma vez que independentemente do estado motor, de linguagem e pensamento do individuo é possível concretizar toda a estimulação para que tenha resultados.

O Método Padovan é indicado para os seguintes casos:

Alterações do desenvolvimento motor:

• Paralisia Cerebral (PC)

• Descoordenação Motora Global e Fina

• Dispraxias

• Acidente Vascular Cerebral (AVC)

• Traumatismo Craniano

Alterações da motricidade oral, fala e linguagem:

• Motricidade Oral: respirador oral, deglutição atípica, disfagia (dificuldade para deglutir) e maus hábitos orais.

• Perturbações articulatórias em geral (trocas, omissões e substituições de fonemas, afasias motoras e sensoriais, atraso de linguagem, gaguez)

• Dificuldades da Aprendizagem: dislexia, discalculia e disgrafia.

Alterações neuro-motoras e síndromes:

• Doenças degenerativas do Sistema Nervoso

• Parkinson

• Alzheimer

• Demências

• Trissomia 21

• Síndrome do Pânico

Perturbações neuropsiquiátricas:

• Perturbação do Espectro de Autismo

• PHDA

• Depressão crónica.

O sistema nervoso é o principal mediador e modulador das diversas atividades humanas. O homem possui um programa genético, mas para torná-lo efetivo, necessita de estimulação e meio ambiente adequados (fatores epigenéticos).

“Aquele que segue o que a sábia natureza nos mostra e ensina, tem menos chance de errar.”
Beatriz Padovan

Sandra Antunes

Daniela Pereira

Técnicas de Reabilitação Psicomotora

Terapeutas em formação no Método Padovan

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Os comentários estão fechados